Responsabilidade Social   Proteção Continuada

Notícias > Março 2014

Flórida: menor safra de citros dos últimos 24 anos

A colheita das laranjas não valências (precoces e de meia-estação) da safra 2013/2014 da Flórida está praticamente encerrada. Segundo estimativa do USDA, a produção de frutas precoces e de meia-estação deve totalizar 53 milhões de caixas de 40,8 Kg, redução de 1 milhão de caixas frente ao relatório anterior. Assim, o total de laranjas produzido pelo estado norte-americano deve ser de 114 milhões de caixas de 40,8 Kg, a menor safra dos últimos 24 anos. A baixa oferta norte-americana, por sua vez, pode aumentar a procura pelo suco brasileiro.

Esse cenário, atrelado à expectativa de uma temporada não muito volumosa no estado de São Paulo, pode permitir aumento nos preços que as indústrias oferecerão aos produtores nacionais. Segundo o Comitê Administrativo de Citros da Flórida, no dia 9 de março restava apenas 0,1% da fruta precoce para ser colhida. Os produtores da Flórida relataram que perderam entre 25% e 30% das laranjas, devido à queda dos frutos ocasionada pela elevada incidência de greening. No caso das valências, o USDA não fez reduções na comparação com o relatório anterior, mas acredita-se em alterações no decorrer da safra.

A variedade é a mais produzida na Flórida e a colheita começou apenas pontualmente. Até o início de março, 98,4% da temporada ainda estava no pé. A projeção é de redução na colheita das valências, visto que a queda ocasionada pela doença costuma se agravar com o avanço da maturação. Ainda assim, a expectativa é de prejuízos mais brandos que os verificados nas precoces e de meia-estação. Dessa forma, apesar de o USDA indicar produção de 114 milhões de caixas de 40,8 Kg, a colheita total do estado possa ser de apenas 105 milhões de caixas de 40,8 Kg.

 

Fonte: Cepea. Adaptado e revisado pela Carlos Cogo Consultoria Agroeconômica.

    Facebook

Copyright ® 1968 - Citrograf Mudas - Desenvolvimento: Fóton