Responsabilidade Social   Proteção Continuada

Notícias > Maio 2007

SP: Área de citros deve permanecer estável

A área plantada com cana-de-açúcar no Estado de São Paulo, o maior produtor do País, deverá crescer dos atuais 4,3 milhões de hectares, para 6,0 milhões de hectares em um período de quatro anos, segundo projeções do secretário estadual da Agricultura, João Sampaio Filho.

Hoje são 4,3 milhões de hectares de cana e 9,7 milhões de hectares de pastagens. Em quatro anos, o Estado deve passar para 6,0 milhões de hectares de cana e 8,0 milhões de hectares de pastagens, segundo Sampaio Filho.

Segundo o governo do Estado, dos 4,3 milhões de hectares, 860 mil hectares são áreas consideradas novas.Na temporada anterior, o plantio de cana em território paulista foi de 4,25 milhões de hectares.

A área de cana tem crescido mais no noroeste do Estado, nos municípios de Barretos, São José do Rio Preto e Araçatuba. Em boa parte desses municípios, o crescimento se deu em áreas de pastagens degradadas, o que deverá se repetir nos próximos anos.

São Paulo, também o maior produtor de laranja do Brasil, deverá manter a área da fruta ao redor de 680 mil hectares nos próximos anos, segundo Sampaio Filho.

Na laranja, deve haver uma estabilização, segundo ele, acrescentando que essa cultura elevaria a sua produção com ganhos de produtividade. A laranja tem deixado o norte do Estado, abrindo caminho para a cana, e migrado para áreas mais ao centro, como Sorocaba, Itapetininga e Avaré.

O governo paulista divulgou na segunda-feira a sua mais recente estimativa de safra. Todo mundo esperava decréscimo da laranja e da pecuária, e isso não houve, segundo o secretário.


Fonte: Reuters.


    Facebook

Copyright ® 1968 - Citrograf Mudas - Desenvolvimento: Fóton